Außenpolitik

Em nome de 340 organizações, sobre o acordo de comércio livre UE-Mercosul, em particular o caso do Brasil 

E. P.
Petition is directed to
Petitionsausschuss des Europäischen Parlaments
17 Supporters 17 in Europäische Union
3% from 500 for quorum
  1. Launched 15/01/2020
  2. Collection yet 9 months
  3. Submission
  4. Dialog with recipient
  5. Decision

Dies ist eine Online-Petition of the European Parliament. If you click "sign", you will get forwarded to get registered with the website of of the European Parliament:

Sign

O peticionário solicita a suspensão imediata das negociações sobre o acordo de comércio livre UE-Mercosul. Os peticionários solicitam à UE que utilize a sua influência para impedir o agravamento da situação dos direitos humanos e do ambiente no Brasil, tendo em conta que o respeito e a promoção dos direitos humanos são objetivos globais da União. Os peticionários alegam que o governo do Brasil continua a ameaçar o funcionamento democrático básico da sociedade civil, ao atribuir a responsabilidade pela demarcação dos territórios indígenas ao Ministério da Agricultura, abrindo caminho ao agronegócio do gado e da soja e acelerando, assim, a desflorestação. A petição alerta ainda para o aumento dos territórios indígenas que são alvo de ataques dos invasores e para os ataques contra ativistas, os quais são considerados como «terroristas». Em consequência da negação do aquecimento global, os serviços responsáveis pelas alterações climáticas foram abolidos, pondo em sério risco a aplicação do Acordo de Paris. Neste contexto, os peticionários solicitam igualmente à UE que garanta que não são vendidos produtos brasileiros que tenham causado uma maior desflorestação, a apropriação ilegal de terras ou violações dos direitos humanos. Os peticionários solicitam também apoio à sociedade civil brasileira e uma monitorização das violações dos direitos humanos, em particular dos povos indígenas e dos defensores do ambiente.

Thank you for your support, E. P.

Not yet a PRO argument.

No CONTRA argument yet.

Help us to strengthen citizen participation. We want your petition to get attention and stay independent.

Donate now